INUMANOS: O que deu errado no filme que estrearia hoje nos cinemas?

2 de novembro de 2018 Diego Domingos
Filme do Inumanos estrearia hoje

Filme do Inumanos estrearia hoje

Wooooooooooooooow, Cinemaster. É praticamente inevitável não pensar que Inumanos chegaria aos cinemas de todo o mundo neste dia 2 de novembro de 2018.

Mas Cinemaster, desde que foi anunciado em abril de 2014 por Kevin Feige, Inumanos teve uma longa jornada nesses quatro anos. Guerra de interesses dentro da Marvel Studios, mudança na data de estreia, retirada do filme do calendário oficial do MCU e o cancelamento definitivo.

Então, quero comentar contigo sobre tudo o que aconteceu ao longo desses quatro anos e mais ainda, discutir Cinemaster sobre o que realmente deu errado no desenvolvimento interno da Marvel Entertainment (note que eu mencionei Marvel Entertainment, não Marvel Studios), o que culminou com o possível seguidor de Guardiões da Galáxia (em termos de escala e de construção de franquia), Inumanos, fora do cinema.

Conflito de Interesses

Era uma vez Cinemaster uma Marvel Entertainment que tinha como líder Ike Perlmutter. Ele era o líder do conglomerado de empresas: Marvel Television, Marvel Studios e Marvel Comics.

Conforme revelado por Shane Black em 2016, Ike dizia abertamente nas reuniões Cinemaster que personagens femininas não vendiam brinquedos, logo, elas jamais poderiam ser personagens principais nos filmes da Marvel Studios. E foi exatamente aí que a brincadeira começou a complicar.

De um lado, Kevin Feige – na condição de executivo maior da Marvel Studios – era submisso a Ike pela escala de executivos, e Feige estava ao lado dos criativos do estúdio. Do outro, Ike e sua mente pequena de que a Marvel Studios deveria cada vez mais adicionar personagens masculinos em seus filmes, fazendo com que as personagens femininas fossem meramente coadjuvantes.

E Inumanos Cinemaster era uma HQ de grande apreço por parte de Ike Perlmutter., que até então não havia entrado na discussão de produção do filme com Kevin Feige porque sabia que seriam necessários US$ 200 milhões para que o filme fosse feito, devido aos efeitos visuais, construções de universos e tudo mais.

Quando Os Vingadores chegou a US$ 1.5 bilhão, Ike viu que era hora de conversar com Feige sobre o projeto Inumanos. Isso era 2011, quando Kevin Feige e seus executivos Cinemaster já estavam de olho em James Gunn para que ele viesse a desenvolver Guardiões da Galáxia.

Nessa mesma época Kevin Feige recebeu de Nicole Perlman, da antiga sala de roteiristas do estúdio, o roteiro que Gunn trabalharia em cima e que resultou no magnífico Guardiões da Galáxia.

Dessa forma, Feige havia batido o martelo, “Vamos fazer Guardiões da Galáxia“, que em linhas gerais exigiria o mesmo orçamento e o mesmo criativo para o desenvolvimento de Inumanos.

Veio então Cinemaster a reunião entre Ike e Feige, onde ambos conversaram sobre os planos para Guardiões da Galáxia e para Inumanos. Em 2017, fontes ligadas a Marvel na época disseram ao Hollywood Reporter que Feige foi bastante prático ao dizer que a Marvel Studios só tinha condições de fazer dos dois filmes naquele momento, e que Guardiões da Galáxia era mais viável por conta de tudo o que já estava sendo planejado a longo prazo, leia-se Vingadores – Guerra Infinita e Vingadores 4 (que na época nem eram projetos de roteiro, mas Kevin Feige já sabia onde queria chegar).

Ike Perlmutter. então mencionou que gostaria de conferir Inumanos na telona Cinemaster, e foi aí que Kevin Feige barganhou a produção de Capitã Marvel, que viria a ser a primeira heroína da Marvel em um filme solo. Apesar das críticas de Ike de que o filme viria a ser um fracasso por ter uma mulher como protagonista, ele aceitou, já que Kevin Feige também concordou em fazer Inumanos.

Filme do Inumanos estrearia hoje

Filme do Inumanos estrearia hoje

Divisão da Marvel Entertainment

Com Guardiões da Galáxia definido como a próxima grande franquia do estúdio, os conflitos entre Kevin Feige e Ike Cinemaster só se tornaram maior. Afinal, era necessário fazer com que a Marvel Studios se tornasse mais diversa, com mais personagens negros, com mais personagens femininas.

Até que Kevin Feige não aguentou mais Ike e foi se reportar diretamente a presidência da Walt Disney. Na época Cinemaster, em maio de 2015, o Hollywood Reporter revelou que a reunião séria entre Feige e a presidência envolveu um possível racha do estúdio, que não precisava mais de Ike porque ele – Kevin Feige – já estava com o estúdio nas mãos e que ele já sabia o que fazer com todo o Universo Marvel, e mais ainda, que tudo estava dando certo, ainda mais depois do US$ 1.5 bilhão de Os Vingadores e e US$ 1.3 bilhão de Vingadores – Era de Ultron.

E em dezembro de 2015, veio a decisão Cinemaster, a Disney dividiu toda a Marvel Entertainment.

Não haveria mais Marvel Entertainment. A partir de janeiro de 2016, Kevin Feige passa a ser o presidente geral da Marvel Studios, Joe Quesada tornou-se o presidente da Marvel Comics e Jeph Loeb o presidente da Marvel Television. Dessa forma, os três passaram a se reportar diretamente a Bob Iger, presidente da Walt Disney Group, e não mais a Ike, que foi reduzido a um mero empresário devido aos seus vários anos de trabalho na Marvel, antes de ser comprada pela Disney.

Filme fora do Universo Marvel de Cinema

Foi aí Cinemaster que a brincadeira realmente começou.

Com Capitã Marvel, Doutor Estranho e Pantera Negra com seus filmes já confirmados, 2015 para 2016 foi um momento mais do que sensacional para a Marvel Studios.

A partir da histórica confirmação de que o Homem-Aranha realmente iria aparecer em Capitão América – Guerra Civil, e por conseguinte com a adição de Homem-Aranha: De Volta ao Lar ao calendário, Kevin Feige passou a tesoura em Inumanos – que estrearia hoje, dia 2 de novembro de 2018 – e modificou algumas datas de estreia para comportar o personagem.

Em seguida vieram as várias personagens femininas que a Marvel Studios elevou a um grande status dentro da cultura pop: Pepper Potts passou a estar mais lado a lado com Tony Stark, a Viúva Negra se tornou uma parceira do Capitão América em Soldado Invernal, Cate Blanchett deu vida a Hela, a primeira vilã do Universo Marvel de Cinema, e em seguida… Pantera Negra, que fez história com o primeiro blockbuster a ter um elenco de 90% formado por afro-americanos.

Detalhe, essa era a representatividade, tanto por parte do público feminino quanto por parte do público afro-americano que Kevin Feige buscava desde o começo do MCU.

Filme do Inumanos estrearia hoje

Filme do Inumanos estrearia hoje

Série Inumanos

E aí é que a brincadeira começa a ficar ainda mais curiosa, Cinemaster. Com Inumanos fora da Marvel Studios, a Marvel Television pegou o projeto para si.

Resultado, os dois primeiros episódios de Inumanos até que ficaram legais Cinemaster, inclusive, fui conferir aos episódios em IMAX, que foram filmados com as câmeras e tudo mais. Ganhei até um pôster (hahahahah). E o pôster é bem bonito, por sinal.

Mas os demais episódios, que foram exibidos na ABC – e no Brasil pelo Canal Sony – Cinemaster… mostraram que a Marvel Television não fazia a menor ideia do que estava fazendo.

Os Inumanos ainda vão chegar aos cinemas?

Não! A verdade Cinemaster é que Kevin Feige sempre viu Inumanos como uma pedra no sapato, até porque há rumores de que Inumanos seria o cano de escape da Marvel Studios para chegar ao universo caso Guardiões da Galáxia fracassasse. Mas como James Gunn não fracassou e o filme se tornou icônico, Kevin Feige colocou Inumanos ainda mais de lado.

Acredito Cinemaster que você esteja pensando que Inumanos possa funcionar como o futuro do MCU dentro da perspectiva de aprofundar ainda mais as histórias da Marvel na galáxia. Pode até ser, mas com a confirmação do filme de Eternos, pelo pra mim fica um tanto claro que Kevin Feige já sabe quem vai adentrar e explorar mais ainda a galáxia para com além dos dois últimos filmes de Vingadores e dos Guardiões da Galáxia. =D