GUARDIÕES DA GALÁXIA: Dave Bautista comentou sobre a volta de James Gunn na semana passada

15 de março de 2019 Diego Domingos
Dave Bautista e James Gunn

Dave Bautista e James Gunn

Wooooooow, Cinemaster. Então será que foi por isso que Dave Bautista ficou tão calado sobre James Gunn e Guardiões da Galáxia ao longo dos últimos meses?! Isso porque Dave já esteve em vários eventos ao longo desse tempo e enquanto lá em 2018 ele tinha a atitude de criticar a Disney pela demissão de James Gunn, em 2019 a história já mudou, na verdade, Bautista já nem falava mais a respeito.

E Anthony Breznican, da Entertainment Weekly, revelou no Twitter que ele entrevistou Dave Bautista na semana passada e que o tom da conversa foi de que James Gunn e a Disney realmente já tinham se entendido. Até então tudo indica que Dave não sabia de nada, mas quem sabe, Cinemaster?! Ele tinha contato direto com James Gunn.

Bom, o fato é que Bautista disse o seguinte:

“Seu telefone estava tocando um dia depois com a Marvel. Ele está voltando, grandes tempos. Nos próximos 6 a 8 meses, no próximo ano, você vai ver James Gunn de volta e de uma forma enorme, vai ser um grande anúncio.”

E exatamente uma semana depois veio a confirmação, Cinemaster.

Sensacional!


Guardiões da Galáxia Cinemaster estreou nos cinemas em 2014. Reunindo um espetacular grupo de personagens estranhos Cinemaster, o filme ficou simplesmente espetacular, sendo té Pantera Negra o filme mais original que a Marvel Studios tinha produzido.

A produção reuniu: Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista, Vin Diesel e Bradley Cooper, respectivamente, como: Peter Quill/Senhor das Estrelas, Gamora, Drax, Groot e Rocket, e faturou US$ US$ 773.3 milhões no mundo todo. Em 2017 Cinemaster, James Gunn trouxe o ainda mais emocionante Guardiões da Galáxia Vol. 2, que arrecadou US$ 863.7 milhões mundialmente.

E desde 2017 Cinemaster James Gunn vinha desenvolvendo o roteiro de Guardiões da Galáxia Vol. 3. O elenco inclusive chegou a confirmar diversas vezes que as filmagens seriam iniciadas entre janeiro e fevereiro de 2019. No entanto Cinemaster, em julho de 2018, os tweets de James Gunn – escritos entre 2008 e 2009 – com apologias a estupro e pedofilia, foram descobertos e na sexta-feira da San Diego Comic-Con de 2018 James Gunn foi demitido pela Disney e pela Marvel, em uma decisão em conjuntos por seus presidentes, Alan Horn e Kevin Feige.

Em agosto Cinemaster, a Marvel/Disney e James Gunn chegaram a realizar uma reunião. O advogado e o assessor de Gunn queriam que a Disney desse a James uma segunda chance, mas a reunião no fim das contas Cinemaster funcionou com uma reunião de demissão oficial de James Gunn, encerrando sua parceria com a Marvel Studios iniciada em 2013, com sua contratação.

Mas em 15 de março de 2019, a Disney e a Marvel Studios confirmaram a recontratação de James Gunn.