GUARDIÕES DA GALÁXIA VOL. 3: Desde a demissão de James Gunn Disney e Marvel não se reuniram com outros diretores

15 de março de 2019 Diego Domingos
James Gunn

James Gunn

Sim, sim, Cinemaaaaaaaaster. Eu e você já conferimos aqui no #CinemaNews que James Gunn voltou para Guardiões da Galáxia Vol. 3, que ele também vai continuar no comando de Esquadrão Suicida 2 e a News da vez é a seguinte, Cinemaster: a Marvel e a Walt Disney jamais conversaram com outros diretores.

Resumo da ópera: depois que a poeira abaixou, a Disney e a Marvel viram a besteira que fizeram – apesar da demissão em um primeiro momento ter sido altamente pertinente para com a imagem “família” da Walt Disney – e que só e somente só James Gunn era capaz de dirigir o filme.

O Hollywood Reporter Cinemaster diz o seguinte em seu relatório: “Nas semanas depois de demitir Gunn, houve especulações em torno de quem poderia substituir o cineasta, alguns empresários até alinharam possíveis reuniões com seus clines, mas em meados do outono (por volta de setembro), qualquer busca parecia ter se esgotado, com muitos pensando que o projeto estava em segundo plano. O que quase ninguém sabia era que a Marvel e a Disney nunca haviam feito uma busca e meses após voltaram para Gunn e fizeram um acordo… em segredo, segundo pessoas de dentro.”

Em segredo mesmo! Acredito que isso só tenha ficado entre Alan Horn – presidente da Walt Disney Pictures, Bob Iger – presidente da Walt Disney Company e Kevin Feige – presidente da Marvel Studios. É de impressionar como nem ao menos um rumor chegou a vazar.

P.S. Só pra constar que se não fosse com Gunn, o terceiro filme não iria sair. Ninguém tem a mesma capacidade de Gunn para com esses personagens, Cinemaster. James Gunn não adaptou os Guardiões das HQs para o cinema. Ele pegou apenas um pouco da psicologia dos personagens principais e desenvolveu tudo do zero, no melhor estilo James Gunn. E tá aí a franquia mais original do MCU.

Guardiões da Galáxia Cinemaster estreou nos cinemas em 2014. Reunindo um espetacular grupo de personagens estranhos Cinemaster, o filme ficou simplesmente espetacular, sendo té Pantera Negra o filme mais original que a Marvel Studios tinha produzido.

A produção reuniu: Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista, Vin Diesel e Bradley Cooper, respectivamente, como: Peter Quill/Senhor das Estrelas, Gamora, Drax, Groot e Rocket, e faturou US$ US$ 773.3 milhões no mundo todo. Em 2017 Cinemaster, James Gunn trouxe o ainda mais emocionante Guardiões da Galáxia Vol. 2, que arrecadou US$ 863.7 milhões mundialmente.

E desde 2017 Cinemaster James Gunn vinha desenvolvendo o roteiro de Guardiões da Galáxia Vol. 3. O elenco inclusive chegou a confirmar diversas vezes que as filmagens seriam iniciadas entre janeiro e fevereiro de 2019. No entanto Cinemaster, em julho de 2018, os tweets de James Gunn – escritos entre 2008 e 2009 – com apologias a estupro e pedofilia, foram descobertos e na sexta-feira da San Diego Comic-Con de 2018 James Gunn foi demitido pela Disney e pela Marvel, em uma decisão em conjuntos por seus presidentes, Alan Horn e Kevin Feige.

Em agosto Cinemaster, a Marvel/Disney e James Gunn chegaram a realizar uma reunião. O advogado e o assessor de Gunn queriam que a Disney desse a James uma segunda chance, mas a reunião no fim das contas Cinemaster funcionou com uma reunião de demissão oficial de James Gunn, encerrando sua parceria com a Marvel Studios iniciada em 2013, com sua contratação.