CAPITÃO AMÉRICA: A Marvel Studios precisa seguir as HQs

8 de outubro de 2018 Diego Domingos
Capitão América

Capitão América

Sim, sim, Cinemaaaaaaster. Com a despedida mais do que emocionante de Chris Evans não apenas da Marvel Studios, mas também de toda a sua jornada como o Capitão América, confesso que eu fiquei pensando Cinemaster de que forma realmente o herói vai poder continuar no Universo Marvel de Cinema.

E Cinemaster, o que me deixa ainda mais fascinado pelo Capitão América das HQs – e mais ainda, pra que a sucessão seja mantida nos filmes – é justamente o fato dos quadrinhos e dos filmes casarem perfeitamente nesse aspecto.

A partir disso, te trago este PostMovie Especial Cinemaster com várias ideias e argumentos sobre o porquê que a Marvel Studios e tio Kevin Feige precisam manter a sucessão dos personagens dos quadrinhos do Capitão América nos filmes do MCU.

Capitão América - Marvel Studios

Capitão América – Marvel Studios

Capitão América – Como é nos quadrinhos?

Com a morte de Steve Rogers em Guerra Civil Cinemaster, Bucky é escolhido pelo próprio Homem de Ferro como o novo Capitão América. Só que como era de se esperar, há algumas mudanças sobretudo no traje. Afinal, Bucky conta com o braço biônico, o que torna sua movimentação ainda mais eficiente.

Então, além do escudo, o novo Capitão América passou a usar uma pistola e uma faca, elementos Cinemaster que inclusive serviram de referência para Anthony e Joe Russo na construção do Soldado Invernal em Capitão América 2.

E um detalhe legal Cinemaster é que o confronto da sociedade sobre ter um Capitão América com um passado tão sombrio acaba por causar certos conflitos psicológicos na cabeça do personagem, o que seria ainda mais espetacular para os próximos filmes. E a Viúva Negra Cinemaster, nas HQs, é quem se torna a parceira de Bucky nas ações. Uma outra referência a Capitão América – O Soldado Invernal, em que Natasha se torna o braço direito de Steve Rogers em toda a trama.

Em seguida Cinemaster, quem assume o escudo é Sam Wilson, o Falcão da Marvel Comics.

Nas histórias, Sam na figura do Capitão América começa a trabalhar Cinemaster de forma ainda mais próxima para a SHIELD. No entanto, em meio as ações de tentar capturar o Barão Zemo e logo em seguida o vazamento de dados de uma operação da SHIELD que estava sendo articulada por Sam – o que resultou em um outro arco narrativo na tentativa de capturar o hacker Sussurrador – fez com que o personagem sentisse a necessidade de quebrar esse vínculo do Capitão América com o governo americano.

E as críticas foram tanto positivas, quanto negativas. De um lado, pessoas afirmaram que o Capitão América havia se tornado um socialista em terra de capitalista, enquanto outras pessoas apoiaram sua decisão de se tornar mais independente das ideias nocivas do governo americano.

Dessa forma Cinemaster, fica claro que as figuras do Capitão América continuaram complexas nas HQs, o que se torna um argumento ainda mais forte para a Marvel Studios seguir com a ordem de quem assumirá o escudo pós-Steve Rogers.

Capitão América - Marvel Studios

Capitão América – Marvel Studios

Capitão América – O Legado de Chris Evans

É inquestionável Cinemaster que o Capitão América é o maior trabalho de Chris Evans em toda sua carreira. E o mais importante Cinemaster, Chris Evans e a Marvel Studios fizeram um trabalho tão bem executado, que o Capitão América saiu do segundo escalão de personagens da Marvel Comics e chegou ao status de criar fãs.

Afinal, quem era fã do Capitão América, do Thor, da Feiticeira Escarlate, da Viúva Negra na época em que era apenas Marvel Comics?!

Chris Evans Cinemaster realmente se tornou o Capitão América, tanto por seu estilo, quanto por sua personalidade. A partir disso, o legado que Evans deixa na Marvel Studios é o de que bons atores podem sim transformar personagens em verdadeiros heróis.

Capitão América - Marvel Studios

Capitão América – Marvel Studios

Capitão América – Bons Atores

A Marvel Studios Cinemaster é a prova viva de que ela sabe escolher atores desconhecidos para torná-los verdadeiros heróis em seus filmes.

E o maior exemplo é Chris Hemsworth, que saiu da Austrália – de produções nacionais no país – e também verdadeiramente se tornou o Thor.

A partir disso Cinemaster, Sebastian Stan e Anthony Mackie, que vivem respectivamente Bucky/Soldado Invernal e Sam Wilson/Falcão, são sim dois atores capazes de viver o Capitão América em novas franquias solo e em novos filmes dos Vingadores, por exemplo.

Claro que a história de Bucky Cinemaster é extremamente mais complexa, principalmente a partir do seu relacionamento com Steve Rogers.

Mas é justamente dessa sacada que poderia sair uma franquia completa. Afinal, com a saída de Chris Evans da Marvel Studios, e por conseguinte com a saída de Steve Rogers, Bucky não poderia mais viver à sombra de Steve. Mas Steve foi um grande Capitão América, reconhecido não apenas pela nossa geração, mas desde a Segunda Guerra Mundial.

Então, como criar um novo Capitão América de forma que Bucky não vivesse mais a sombra de Steve Rogers? Essa seria uma sacada interessante.

Capitão América - Marvel Studios

Capitão América – Marvel Studios

Capitão América – Não Precisa ser Protagonista

A jornada do Capitão América Cinemaster na pele de Chris Evans dentro da Marvel Studios foi realmente espetacular. Começou com O Primeiro Vingador, que apesar de ser um filme fraco (e que por sinal tinha um gigantesco potencial) trouxe a real história de como um homem simples, que tinha sede de servir o seu país realmente acabou se tornando a maior arma dos Estados Unidos contra os nazistas.

E no final, Steve descobre que passou 70 anos congelado, e que essa era a hora de viver no mundo atual, afinal, era realmente o que tinha. Veio então Os Vingadores, e em Capitão América – O Soldado Invernal a complexidade do personagem ficou excelente, Cinemaster.

O Capitão América dentro da Marvel Studios – e com os Irmãos Russo, claro – ganhou profundidade, ganhou camadas narrativas que eu realmente fiquei impressionado com o filme.

Em seguida, Vingadores – Era de Ultron… e logo após, Guerra Civil, um dos meus filmes favoritos da Marvel Studios. Que apesar de trazer 12 heróis principais, não deixou de aprofundar por um segundo a relação Steve Rogers e Bucky. E Guerra Infinita, que apesar de trazer pouco o Capitão América, montou a base para Vingadores 4, que será a despedida triunfante de Chris Evans.

A partir disso Cinemaster, o Capitão América não precisa mais ser o grande protagonista ou líder do MCU. Com a chegada do Homem-Aranha, Doutor Estranho, Pantera Negra e, claro, Capitã Marvel, o Capitão América pode se configurar perfeitamente entre os personagens principais, até porque Sebastian Stan e Anthony Mackie já conquistaram esses status, mas há formas de mantê-los em um segundo plano. E logicamente, essa sacada não diminuiria o legado deixado por Chris Evans.

Marvel Studios

Marvel Studios

Capitão América – Mas como tudo funciona na realidade?

Até então Cinemaster não foi revelado para quantos filmes ao certo Anthony Mackie tem contrato. Mas quando o assunto é Sebastian Stan, tudo fica ainda mais curioso.

Stan confirmou em 2014 Cinemaster que ele tem contrato com a Marvel Studios para seis filmes, o que em tese foram: Capitão América – O Primeiro Vingador, Capitão América – O Soldado Invernal, Capitão América – Guerra Civil, Vingadores – Guerra Infinita e Vingadores 4.

Fica faltando um nessa conta! E por mais que a Marvel Studios fale que ainda não tem nada definido sobre o futuro do personagem Cinemaster, eu realmente não vejo Kevin Feige se desfazendo de dois atores talentosos. =D

Então Cinemaster, tomara mesmo que tio Kevin Feige repense sobre a ideia do futuro do Capitão América dentro da Marvel Studios, porque que seria incrível seguir as HQs, isso é verdade! =D