O RETORNO DE MARY POPPINS: Os easter eggs da sequência

25 de dezembro de 2018 Evelyn Souza
O Retorno de Mary Poppins

O Retorno de Mary Poppins

Você sabia, Cinemaster, que temos não uma, mas duas participações especiais em O Retorno de Mary Poppins? Sinto despedaçar seu coração, mas não é a Julie Andrews.

Para saber quem é esse ser, além de outras curiosidades sobre a sequência de Mary Poppins (1964), confira os tópicos abaixo:

  • Na série de livros escrita por L. Travers, Michael e Jane Banks tinham três irmãos: os gêmeos, John e Barbara, e Annabel. Já em O Retorno de Mary Poppins, os filhos de Michael se chamam John, Annabel e Georgie, que quebrou a corrente.
  • Karen Dotrice, a Jane Banks do Mary Poppins de 1964 fez uma participação especial no filme. Ela é uma Mulher Elegante, que pede direções para encontrar outra casa em Rua das Cerejeiras. Não só de Dick Van Dyke vivem os cameos de O Retorno de Mary Poppins.
  • A matriarca da família Banks não está presente no filme. Entretanto, seu legado permanece vivo graças a sua filha, Jane, que segue os passos da mãe ao dedicar-se a organização trabalhista SPRUCE (Sociedade para a Proteção dos Direitos dos Cidadãos Mal-Pagos da Inglaterra). Além disso, sua antiga faixa com a frase “Votos para Mulheres” serve como a ponta da pipa utilizada para resgatar Mary Poppins dos céus.
  • Entre suas pesquisas através dos arquivos da Disney, o diretor Rob Marshall encontrou pinturas a óleo feitas por Peter Ellenshaw, artista da Disney que pintou as paisagens foscas presentes no filme de 1964. Sendo assim, para definir o tom de sua sequência, Marshall decidiu usar um terço do trabalho de Ellenshaw em O Retorno de Mary Poppins, enquanto os outros dois foram peças conceituais que remetiam ao trabalho de Peter.
  • Cinemaster, preste bem atenção na cena de “A Cover is Not the Book”, pois as lombadas dos livros presentes na performance são preenchidas com títulos dos capítulos dos livros que originaram o filme Mary Poppins. Além deste fato, há uma clara referência a Nellie Rubina, um humano de madeira sobre quem Mary canta em um verso.
  • Rob Marshall disse que de jeito nenhum teria uma cena musical animada em O Retorno de Mary Poppins. Porém, há uma pequena referência aos pinguins (Fred Astaire, Oliver Hardy, Gene Kelly e Charlie Chaplin) que dançam com Mary e Bert no longa de 64, em “A Cover is Not the Book”.
  • Pode ficar tranquilo que “Feed the Birds” está muito bem representado em O Retorno de Mary Poppins. Não só na cena em que pombos voam em St. Paul, mas também quando Michael reencontra o globo de neve que Mary Poppins mostrou a ele e Jane quando eram crianças, enquanto cantava a icônica canção. Marc Shaiman, compositor da trilha sonora, transpôs os acordes finais da música para a cena em que a Mary Poppins de Emily Blunt sobre para as nuvens no final do filme.

E então, Cinemaster, já assistiu o filme? Captou as referências? Mas se você, assim como eu, ainda não pode ir ao cinema, tenho certeza que agora a ida se tornou ainda mais emocionante.

Dirigido por Rob Marshall e estrelado por Emily Blunt, Lin-Manuel Miranda, Ben Whishaw, Emily Mortimer, Meryl Streep, Julie Walters e Colin Firth, O Retorno de Mary Poppins encontra-se em exibição nos cinemas brasileiros.