OSCAR: Netflix rebate Steven Spielberg sobre querer barrar o streaming

4 de março de 2019 Diego Domingos
Netflix faz história no Oscar 2019

Netflix faz história no Oscar 2019

Cinemaaaaaaaaaaster, e eu pensando que a polêmica sobre Steven Spielberg se reunir com a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood para barrar a Netflix no Oscar já se tinha encerrado!

Que nada!

A própria Netflix resolveu se pronunciar por meio do Twitter oficial.

“Nós amamos cinema. Aqui vão outras coisas que também amamos: – Damos acesso as pessoas que não podem sempre pagar ou que vivem em cidades sem cinema. – Todos assistem aos filmes em todos os lugares e ao mesmo tempo. – Damos aos diretores mais maneiras de compartilhar arte.”

Resumo da ópera Cinemaster, sério mesmo que o discurso da Netflix é se posicionar como sendo mais diversificada e mais dinâmica que o cinema?!


Inclusive, o Hollywood Reporter conversou com Ben Affleck para saber sua opinião. Isso porque Operação Fronteira, seu primeiro filme para a Netflix, vai passar uma semana nos cinemas, mas vai estrear na telona ao mesmo tempo que na telinha.

“Eu acredito que ele estava dizendo que acredita em haver um lançamento mais robusto para esses filmes nos cinemas, e na verdade não é um debate tanto sobre uma empresa ou outra, mas quanto deve ficar um filme no cinema para ser considerado de cinema ou de TV? As pessoas estão consumindo em seus telefones, internet e na TV e o negócio está mudando.” Beleza, Affleck. Então diz para as pessoas assistirem a Vingadores – Ultimato e a Star Wars – Episódio IX no telefone.

Bom, pra dar uma recapitulada no que rolou nesse fim de semana, foi o seguinte:

  • Na semana passada, o IndieWire revelou que Steven Spielberg vai participar de uma reunião do conselho de Governadores da Academia para conversar com eles a respeito de como a Netflix pode ficar de fora das próximas edições do Oscar.
  • Em retaliação a ação de Spielberg, Ava DuVernay e outros diretores e atores se posicionaram contra Spielberg.

OSCAR 2019: Green Book, Bohemian Rhapsody, Pantera Negra e ROMA são os grandes vencedores