WALT DISNEY: Sem Vingadores, Star Wars e Avatar, 2020 do estúdio será de “ressaca”

13 de maio de 2019 Diego Domingos
Walt Disney (Star Wars e Avatar)

Walt Disney (Star Wars e Avatar)

Woooooooow, Cinemaster. Você possivelmente sabe que todo tipo de negócio é repleto de ciclos, uns mais positivos que outros, inclusive. E quando muito investimento é feito Cinemaster, uma hora a conta sob o que foi investido chega. Pois bem, e essa mega nota fiscal para a Walt Disney vai chegar em 2020.

O Hollywood Reporter fez uma matéria bem interessante sobre uma análise completa e detalhada sobre o ano de 2020 para a Walt Disney no cinema. Em meio aos investimentos do Disney Plus, que passará a trazer lucros para o Mickey Mouse apenas em meados de 2024, em 2018 e 2019 a empresa veio com gigantescos lançamentos cinematográficos.

Para que eu e você tenhamos uma ideia, Cinemaster, em 2018 o Mickey Mouse veio com: Pantera Negra, Vingadores – Guerra Infinita, Homem-Formiga e a Vespa, Os Incríveis 2 e O Retorno de Mary Poppins. Somente os que foram sucesso de bilheteria, vale salientar. E em 2019: Capitã Marvel, Vingadores – Ultimato, Aladdin (espera-se no mínimo US$ 1 bilhão), Toy Story 4 (US$ 1 bilhão também), O Rei Leão (US$ 1 bilhão também), Frozen 2 (espera-se US$ 1.5 bilhão) e Star Wars – A Ascensão Skywalker (espera-se mais de US$ 2 bilhões).

Ou seja, gigantescos lançamentos. Mas em 2020 a situação é bem diferente. Eu e você vimos aqui no #CinemaNews que a Walt Disney moveu o lançamento de Avatar 2 de dezembro de 2020 para dezembro de 2021. Enquanto isso, o próximo Star Wars só vai estrear em 2022. E por mais que a Marvel Studios venha com Viúva Negra e Eternos, e a Pixar Animation com seus lançamentos, esses filmes não chegarão a US$ 1.5 bilhão ou até mesmo a US$ 2 bilhões.

Com isso Cinemaster o Hollywood Reporter diz que o ano de 2020 para a Walt Disney será o da “ressaca”, já que 2018 e 2019 foram repletos de comemorações por conta das bilheterias e dos negócios fechados. Mas no final do dia, quer dizer, do ano, a conta realmente chega.