X-MEN: FÊNIX NEGRA: Dois filmes, destino quase Disney Channel; Os problemas dos bastidores

10 de junho de 2019 Diego Domingos
X-Men: Fênix Negra

X-Men: Fênix Negra

Wooooooooooooooow, Cinemaster. Bom, é óbvio que o X-Men: Fênix Negra visto por mim e por você ao longo da semana passada nos cinemas realmente não foi o filme como ele realmente chegou a ser concebido. E isso ficou claro não apenas por conta das refilmagens, mas por conta dos rumores que dois anos depois vieram a se concretizar. Com isso, o Deadline e o MCU Cosmic revelaram detalhes cruciais Cinemaster sobre como era a ideia original por trás da história de X-Men: Fênix Negra.

Note que eu falei por trás da história de Fênix Negra, e não do filme, afinal, inicialmente seriam dois. Isso mesmo! Olivia Munn em 2017, durante o lançamento de LEGO Ninjango, já havia confirmado ao Collider que essa era uma história de “duas partes”. Mas como ela sequer veio na versão final da produção, o assunto havia morrido. Mas o que se tem até então é que Selena, a mutante aliada a Erik ao longo de X-Men: Fênix Negra, originalmente, seria a Psylocke.

Filmagens encerradas

X-Men: Fênix Negra teve suas filmagens ambientadas no Canadá entre junho e dezembro de 2017, semanas antes inclusive da Walt Disney oferecer uma grande oferta pela aquisição da Fox. O Deadline então informa que os executivos da 20th Century Fox entraram em pânico sobre como iriam trabalhar com um filme gigante quando a empresa estava para ser vendida para uma outra gigante do mercado.

X-Men: Fênix Negra seria dois filmes

E a publicação continua: “Fênix Negra originalmente tinha sido planejado para serem dois filmes, e durante o final da pré-produção o estúdio disse “Não” e Simon Kinberg acatou a ideia e voltou para transformar dois filmes em um só”. O que já começa errado por aí, afinal, como que você desenvolve dois filmes e só depois vem falar para o estúdio?! Pois é!

Sessões testes foram problemáticas

O Deadline então afirma Cinemaster que as sessões testes de X-Men: Fênix Negra foram o grande problema para o filme, já que o público não gostou de absolutamente nada na produção, dá para acreditar?! Pois é! Originalmente, Jean Grey morreria, mas o público não gostou da ideia. Em meio as conversas com quem participou da sessão teste, o que eles queriam era um final onde os heróis estariam reunido.

Final não seria tão parecido com Capitã Marvel

Aqui é onde as fontes se desencontram, Cinemaster. O MCU Cosmic afirma que o final original de X-Men: Fênix Negra seria da seguinte forma: o prédio da Organização das Nações Unidas seria atacado, em Nova York, pelo aliens – muito possivelmente Skrulls – enquanto isso, várias naves dos vilões estariam apontadas para a Terra. Nesse momento, os X-Men enfrentariam os aliens aqui na Terra e Jean Grey, com toda a Força Fênix, iria para a galáxia destruir todas as naves. O que em tese, é mega semelhante ao final de Capitã Marvel. No entanto, o Deadline diz que não, eles não eram semelhantes e que as refilmagens foram realizadas realmente porque o final não foi aceito pelo público das sessões testes.

Menos refilmagens do que se pensou

Este talvez seja o detalhe mais curioso de tudo o que vem sendo relatado pelo Deadline. A publicação afirma que X-Men: Fênix Negra foi menos problemático em termos de quantidade de refilmagens que X-Men: Primeira Classe, Dias de um Futuro Esquecido e X-Men: Apocalipse. O problema então estaria na divulgação do filme.

X-Men: Fênix Negra nunca foi pensado para estrear no verão

A publicação afirma que Simon Kinberg sempre pensou em X-Men: Fênix Negra como sendo um filme fora da temporada de verão, justamente porque ele seria mais sombrio e mais complexo em termos de emoção do que os demais filmes X-Men, focados mais na ação. Com isso, o objetivo da Fox sempre foi o de que – mesmo com as refilmagens – o filme tinha que abrir antes de Capitã Marvel, para ser o primeiro filme adaptado da Marvel Comics a vir com uma única mulher como protagonista. Mas não funcionou. Agora, se essa mudança na data foi pensada pela Walt Disney, aí já é outra história.

Sophie Turner parecia um “zumbi” nos pôsteres

Eu e você sabemos bem Cinemaster que um pôster bem feito é fundamental para a imagem de um filme, por isso que a Marvel Studios pediu mil desculpas quando esqueceu o nome de Danai Gurira no cartaz oficial de Vingadores – Ultimato. Uma das fontes ouvidas pelo Deadline afirma que Sophie Turner realmente é uma atriz bonita, mas que nos materiais de divulgação do filme ela sempre foi retratada como um “zumbi”, e que esse seria um dos fatores para também não ter gerado uma atração do público para ir ao cinema.

A fonte diz ainda que as reuniões de marketing para a divulgação do filme contavam com pessoas diferentes a cada reunião, já que com o processo de compra da Fox pela Disney em andamento, profissionais dos dois estúdios se misturavam e se alternavam entre as conversas. E mais, a pessoal mencionou que nunca foi afirmado em uma reunião o fato de que X-Men: Fênix Negra iria estrear no mesmo fim de semana que Pets – A Vida Secreta dos Bichos 2. Detalhe, o filme fracassou também na estreia, mas o primeiro havia arrecadado US$ 105 milhões. Ou seja, seria realmente intimidador para a Fox, mas nem disso o pessoal sabia.

E mais, os problemas com relação a divulgação de Fênix Negra ficaram ainda mais problemáticos quando a data de estreia da produção foi alterada de fevereiro para junho apenas dois dias depois do segundo trailer oficial ter sido liberado.

X-Men: Fênix Negra quase foi para o Disney Channel

Como se já não bastasse Cinemaster uma das ideias da Disney chegou a ser lançar o filme diretamente no Disney Channel. No entanto, logo após a conclusão da compra da Fox, os cartazes da produção já estavam na CinemaCon, a maior feira de executivos do cinema americano.

Perda estimada em US$ 100 milhões

Por fim, mas não menos importante, o fracasso de X-Men: Fênix Negra vai causar a Walt Disney um prejuízo de US$ 100 milhões. Vale lembrar que a produção veio orçada em US$ 200 milhões.

X-MEN: FÊNIX NEGRA [REVIEW]: A trilha de Hans Zimmer merecia um filme melhor

Jean Grey começa a desenvolver incríveis poderes que a corrompem e a transformam em uma Fênix Negra. Agora os X-Men terão que decidir se a vida de um membro da equipe vale mais do que todas as pessoas que vivem no mundo. Marcando sua estreia na direção Cinemaster, Simon Kinberg assina o comando do projeto, bem como o roteiro. E estão confirmados em X-Men: Fênix Negro: Jennifer Lawrence como Raven/Mística, James McAvoy como Charles Xavier, Tye Sheridan como Scott Summer/Ciclope, Jessica Chastain como a vilã Smith, Sophie Turner Jean Grey/Fênix, Michael Fassbender como Erik Lehnsherr/Magneto, Evan Peters como Peter Maximoff/Mercúrio, Kodi Smit-McPhee como Kurt Wagner/Noturno, Nicholas Holt como Hank McCoy/Fera e Alexandra Shipp como Ororo Munroe/Tempestade. E a estreia e X-Men: Fênix Negra Cinemaster tá agendada para 6 de junho de 2019!!!